fbpx
Fatos_blog
Conteúdos Paco,  Paco na Imprensa

Ufal vai lançar programa de mobilidade com outras três instituições públicas

Será lançado, na segunda-feira (21), às 10h, na sede da Fapeal, o Programa de Mobilidade Acadêmica em Rede entre as Instituições de Ensino Superior Públicas de Alagoas (Promoac-AL). Ele vai permitir que os estudantes de graduação escolham componentes curriculares em qualquer uma das instituições envolvidas para cursar.

O Promoac-AL é resultado de um Acordo de Cooperação entre a Universidade Federal de Alagoas, a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), a Universidade de Ciências da Saúde (Uncisal) e o Instituto Federal de Alagoas (Ifal). Liderado pelo Pró-reitor de Graduação da Ufal, Amauri Barros, o programa teve resolução aprovada pelo Conselho Universitário (Consuni) e passou, em seguida, pelos Conselhos das outras instituições.

O objetivo é fomentar a cooperação acadêmica e integrar as instituições de ensino alagoanas. Esta iniciativa surgiu do Fórum das Pró-reitorias de Ensino das IES Públicas de Alagoas (Forproen-AL), criado em março de 2020. O Fórum, composto atualmente pelos pró-reitores Amauri Barros, Cledilma Costa (Ifal), George Souza (Uncisal) e Adenize Acioli (Uneal), já protagonizou várias ações formativas durante a pandemia e lança agora sua principal ação, que é o Promoac-AL.

“Trata-se de um programa de mobilidade inovador e com poucas experiências deste tipo no país. Enxergamos neste programa a possibilidade de criarmos outras iniciativas na área de pesquisa e pós-graduação, extensão, formação continuada em serviço, assistência estudantil, processos seletivos, etc.”, apontou Amauri Barros.

“O que está sendo proposto hoje é um grande avanço no sentido de ofertar aos nossos estudantes de Alagoas a oportunidade de ter disciplinas ou conteúdos complementares nas instituições coirmãs, de tal forma a maximizar o aprendizado e conhecer experiências diferentes, que certamente irão contribuir na formação. O Promoac é um modelo bastante contemporâneo e, particularmente em tempos de pandemia, pode auxiliar a abertura de horizontes dos nossos estudantes. Isso vai permitir que a gente racionalize a oferta de disciplinas, que evite redundâncias e aumente a efetividade da qualidade dos nossos cursos”, destacou o reitor da Ufal, Josealdo Tonholo.

Poderão participar do Promoac os estudantes matriculados a partir do segundo período da graduação e cada instituição vai disponibilizar os componentes curriculares em edital específico. Haverá uma seleção todo semestre informando critérios e número de vagas.

O reitor da Uneal, Odilon Máximo, destacou que essa é uma oportunidade para aproximar ainda mais as instituições. “Nossas universidades atuam de forma isolada no território alagoano. Muitas vezes, temos campus no mesmo município que não dialogam. O programa de mobilidade acadêmica aponta como uma grande oportunidade para cooperação didático, científica e cultural. Sem dúvida, fortalecerá mais ainda a educação pública em nosso Estado, abrindo portas para diversas outras ações conjuntas”, reforçou.

Buscar novos conhecimentos e experiências formativas diferentes das ofertadas nos cursos de origem também são pontos importantes destacados pelo reitor da Uncisal. “O Promoac permitirá aos alunos uma experiência única com intercâmbio científico e cultural entre as universidades, fortalecendo sua formação acadêmica e enriquecendo o processo ensino-aprendizagem. A expectativa é que tenhamos uma troca de experiências acadêmicas e cultural aproximando, cada vez mais, as IES. Iremos acolher os estudantes das outras IES como se fossem nossos alunos, com o mesmo carinho e compromisso”, disse Henrique Costa.

O reitor do Ifal, professor Carlos Guedes, também comentou sobre as expectativas: “A educação superior oferecida pelas instituições públicas se concretiza efetivamente com essa possibilidade de mobilidade acadêmica num modelo educativo transestadual. A mobilidade acadêmica possibilitará que os estudantes sejam reconhecidos nas instituições conveniadas e o alcance desse objetivo será desenvolvido por meio de estratégias e mecanismos de gestão interna e integrada de órgãos e assessorias que auxiliem neste processo de operacionalização”.

Como vai funcionar

Esse modelo foi inspirado no Programa de Mobilidade Acadêmica Virtual das Ifes (Promover-Ifes), que já é referência nas universidades federais do Maranhão (UFMA), do Rio Grande (FURG), do Sul da Bahia (UFSB) e de Goiás (UFG).

No Promoac-AL, que será lançado oficialmente na próxima segunda-feira, o estudante poderá cursar, no máximo, seis componentes curriculares, limitados a três por semestre. O aluno só pode se inscrever no programa durante três semestres, consecutivos ou não.

As inscrições serão feitas pela internet, nos sites de cada uma das instituições parceiras. O edital para o processo seletivo da Ufal será disponibilizado em breve e já vai contemplar o próximo período letivo, marcado para iniciar em março, presencialmente.

A liderança do Promoac na Ufal é do professor Willamys Cristiano Soares, da Coordenadoria de Desenvolvimento Pedagógico/Prograd. Soares está trabalhando numa proposta de edital para aprovação nas IES públicas de Alagoas e, em seguida, vai negociar sua implementação com as coordenações dos cursos de graduação da Ufal e demais setores acadêmicos e administrativos.

Fonte: Correio dos municípios

Achou interessante? Clique aqui para mais informações.

Fundada em 2009, é uma editora voltada para a publicação de conteúdos científicos de pesquisadores; conteúdos acadêmicos, como teses, dissertações, grupos de estudo e coletâneas organizadas, além de publicar também conteúdo técnico para dar suporte à atuação de profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.