fbpx
Sociologia_da_juventude
Conteúdos Paco,  Serviço

A Sociologia da Juventude

A sociologia da juventude tem sido desafiada a compreender e trazer respostas às dramáticas questões trazidas a jovens pela pandemia da Covid-19. A sociologia da juventude tem uma longa tradição dentro das ciências sociais, já que se constituiu como campo ao menos desde os anos 1960. Lá, buscou responder a outros desafios, não necessariamente superados, como as rebeldias juvenis e os movimentos estudantis. Foi criando uma concepção de juventude menos preocupada com a integração social e mais aberta às possibilidades de transformação social inspirada pelas demandas juvenis. Ao longo do tempo, a juventude foi se tornando ainda mais plural – passamos a falar de “juventudes” – e a condição juvenil se estendeu às camadas populares e diversas regiões do globo. Nos dias atuais, entretanto, tem ficado patente a fragilidade desta expansão dos direitos da juventude, primeiro pelas “reformas” neoliberais e trabalhistas, segundo, pela persistente crise econômica mundial que se arrasta desde 2008 e, finalmente, pela pandemia da Covid-19. A pandemia, aparentemente apenas um fenômeno sanitário, deve ser vista também como um “fato social total”, já que seus impactos afetam todas as dimensões da vida e todas as categorias etárias. Ainda que não tenham sido vítimas principais da doença causada pelo coronavírus, jovens têm sido os mais afetados pelo desemprego, fechamento de instituições de ensino e interrupções das sociabilidades diante do isolamento e distanciamento social. Apesar de tantas novidades a desafiar a sociologia, as teorias das socializações ativas e das transições múltiplas, entre outras teorias da juventude, reforçam seu potencial de compreensão dos atuais dilemas juvenis. Essas teorias nos apresentam a metáfora do labirinto e o drama da instabilidade da vida social contemporânea como importantes recursos para esboçar as respostas que ansiamos. Enfim, valorizam as vozes dos próprios sujeitos jovens como portadoras destas respostas.

Texto de: Luis Antonio Groppo

Achou interessante? Confira abaixo o livro disponível em nosso catálogo:

Esse livro trata das principais contribuições da sociologia para conhecer mais e melhor a respeito das juventudes nas sociedades contemporâneas. Faz isto em seus três capítulos: firma-se a sociologia da juventude, em tempos em que a categoria etária juvenil parece se consolidar (capítulo 1); reinventa-se tal sociologia, em tempos em que a juventude sofre uma verdadeira mutação, e de corpo docilizado se torna corpo rebelde (capítulo 2); quase naufraga a sociologia da juventude, em tempos em que as categorias etárias entram em colapso, quando os jovens ostentam cartazes que exigem algum tipo de sentido para o curso de suas vidas (capítulo 3).

COMPRAR

Para mais informações, acompanhe nosso blog.

Fundada em 2009, é uma editora voltada para a publicação de conteúdos científicos de pesquisadores; conteúdos acadêmicos, como teses, dissertações, grupos de estudo e coletâneas organizadas, além de publicar também conteúdo técnico para dar suporte à atuação de profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.