fbpx
Releases

Brincando e aprendendo Habilidades Sociais

O processo de socialização da criança é muito importante durante o seu desenvolvimento e deve acontecer de forma natural, incentivada sempre pelos seus responsáveis. As habilidades sociais são determinadas a partir do processo de interação das crianças com outras pessoas, compreendendo situações diversas e adquirindo hábitos e costumes culturais. É transmitida, em um primeiro momento, pelos pais ou responsáveis da criança, pois é o convívio primário desde a infância e que se espelha na vida social no decorrer do seu crescimento.

Ao socializar, a criança passa por um processo de desinibição, no qual aprende formas de interagir com outras crianças de maneira confortável e espontânea , que vão causar influências significativas mais adiante – quando adolescente e adultos. A partir das habilidades sociais, a criança passa por um processo de ensino-aprendizagem intensificados que compreendem alguns aspectos de seu crescimento.

Alguns fatores são destacados como o incentivo da prática de socialização de crianças, são eles: o desenvolvimento da empatia, a identificação das emoções e auto controle sobre o seu sentimento, facilidade para fazer amizades, conforto ao se portar em público, etc. Além de possibilitar a aprendizagem para uma convivência harmônica em sociedade, as habilidades sociais possibilitam uma maior qualidade nos processos de construção intelectual. Isso contribui para que a criança consiga realizar questionamentos sobre suas curiosidades e trocar experiências com os colegas de seu convívio.

O espaço escolar é um ambiente organizado para atender a todas as necessidades educacionais da criança, compreendendo seus instintos de aprendizagem, suas limitações e suas capacidades. Considera-se de extrema importância que seja, também, um espaço interessante e atrativo para a criança que aprende. Estratégias de ensino para um processo de convivência saudável pode ser desenvolvida de forma divertida e alegre, atraindo a atenção da criança e possibilitando boas experiências no momento do ensino.

Educar uma criança é como regar flores para manter um jardim florido. É proporcionar experiências na associação de acontecimentos reais a identificação de emoções como a alegria, tristeza, raiva, etc… O processo de ensino é um trabalho em conjunto, que deve ser iniciado em casa (e trabalhado regularmente) e desenvolvido pelo núcleo escolar, com atividades curriculares que correspondam às aprendizagens da faixa etária do jovem.

Existem inúmeras formas de se trabalhar com as crianças as suas emoções e a importância do auto controle desses sentimentos. Dentre elas podemos citar:

  • -Jogos
  • -Histórias
  • -Gravuras e ilustrações
  • -Perguntas direcionadas ou hipotéticas

A influência de um ensino divertido e que possibilite a participação da criança é positiva para a formação de relação de amizades. Desenvolver práticas que façam com que a criança se apresente às outras, interajam, façam perguntas, possam se comunicar e ter a capacidade de exercitar a argumentação, elogiar ou pedir ajuda, são transformadores para um ensino de qualidade.

Assim como identificar emoções e fazer amizades, o aprendizado a partir de brincadeiras pode ser transmitido de forma a ensinar a crianças sobre o que é ter empatia, compreender os sentimentos e dores dos outros, se colocar no lugar do outro e ter uma visão mais humanitária sobre as pessoas que o cercam.

Fundada em 2009, é uma editora voltada para a publicação de conteúdos científicos de pesquisadores; conteúdos acadêmicos, como teses, dissertações, grupos de estudo e coletâneas organizadas, além de publicar também conteúdo técnico para dar suporte à atuação de profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.