fbpx
Ferrovias_do_agronegócio
Conteúdos Paco,  Serviço

Ferrovias do Agronegócio

As ferrovias ganharam novo impulso em muitos países a partir da segunda metade do século XX. Foi um momento caracterizado pela transferência de ferrovias estatais para a iniciativa privada.
Cada país readequou seu sistema ferroviário de uma maneira muito particular, seguindo suas realidades históricas, econômicas, políticas e sociais. A reestruturação das ferrovias no Brasil também seguiu esse movimento mundial, a partir da privatização das ferrovias iniciada em 1996.
O livro Ferrovias do Agronegócio analisa como aconteceu e quais os resultados da mudança, verificada no Brasil nos últimos 25 anos, de um sistema ferroviário estatal para um sistema privado e regulado pelo Estado. Apresenta as principais motivações que definiram a readequação da malha antiga e a construção da malha nova.

Faz um levantamento dos principais agentes públicos e privados que, a partir de determinados interesses, passaram a definir os discursos, os planos ferroviários, os investimentos, as cargas ferroviárias e as regiões atendidas pelas ferrovias.
É uma atualização da tese de doutorado “Ferrovia e logística do agronegócio globalizado: avaliação das políticas públicas e privadas do sistema ferroviário brasileiro” defendida pelo autor em 2011 no Departamento de Geografia do Instituto de Geociências da Unicamp.
Após 10 anos da finalização da tese, verificou-se que grande parte das conclusões apresentadas ainda permaneciam válidas. Isso motivou a atualização dos dados e informações e a republicação da pesquisa em formato de livro.
A publicação apresenta uma série de informações para subsidiar as políticas públicas relacionadas à logística, infraestruturas de transportes e ampliar os debates para a construção de um sistema ferroviário brasileiro mais abrangente, integrado, inclusivo e justo.

Texto de Vitor Pires

Achou interessante? Confira abaixo o livro disponível em nosso catálogo sobre o tema:

A obra Ferrovias do agronegócio: avaliação das políticas públicas e privadas do sistema ferroviário brasileiro apresenta como se deu o processo de privatização das ferrovias no Brasil, a partir da análise de políticas públicas e privadas que subsidiaram a reestruturação do sistema ferroviário. Organizado em quatro partes, o livro apresenta, também, os efeitos que essa mudança (de um sistema ferroviário estatal para um sistema privado e regulado pelo Estado) provocou, considerando a logística, a infraestrutura e a regulação de transportes e ferrovias nacionais.

COMPRAR

Acesse nossa Loja Virtual para conhecer mais títulos.

Livros com 40%OFF

Fundada em 2009, é uma editora voltada para a publicação de conteúdos científicos de pesquisadores; conteúdos acadêmicos, como teses, dissertações, grupos de estudo e coletâneas organizadas, além de publicar também conteúdo técnico para dar suporte à atuação de profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.