fbpx
[BLOG] SÉRIE PROFISSÃO PROFESSOR: Profissão médico e docente: como conciliar?
Artigos

Profissão médico e docente: como conciliar?

Para qualquer profissional é bastante complicado conciliar sua carreira com a vida pessoal. Imagine a profissão médico e docente, afinal, são duas profissões a serem desempenhadas.

Além disso, são áreas que demandam muito tempo de dedicação, envolvendo tanto teoria, quanto a prática. Isso porque o médico está em constante estudo e atendimento, além do professor, que precisa se dedicar aos seus alunos para ter melhores resultados.

Se você está nessa situação, não se preocupe, vamos falar sobre os desafios de conciliar a carreira de médico e docente. Além de, claro, oferecer dicas para fazer tudo dar certo no fim das contas. Veja!

A profissão médica: rotina

Não importa a fase do médico, desde o início da faculdade, residência até se tornar experiente, terá os estudos como parte de sua rotina. Afinal, a medicina e a tecnologia mudam, além do que existe um grande volume de conhecimento e informação sobre o corpo humano.

Daí a necessidade de estar sempre atualizado, estudando e praticando, para não perder nada disso. A carreira de medicina em si já torna a vida pessoal mais intensa pela privação do tempo.

Podemos até entender que talvez por conta disso a medicina acaba sendo encarada por muitos como uma missão pessoal, não apenas carreira, tamanho comprometimento.

A carreira de docente e seus desafios

Em contrapartida, temos a carreira de docente e muitos desafios também envolvidos nela. Bem como o médico, um bom professor sempre está a par das novidades na sua área e estuda constantemente.

Seja para saber mais sobre o conteúdo ministrado ou mesmo para aprender maneiras mais interessantes e dinâmicas para trazer conhecimento aos seus alunos. Lembrando que o professor precisa estudar também questões em torno da didática de ensino.

Somado a isso, parte desse trabalho sequer é feito em sala de aula, por conta do planejamento das aulas e atividades. As tarefas feitas pelos alunos também precisam ser corrigidas e receberem nota se for o caso. O que demanda mais dedicação desse docente, afinal, ele é fundamental na formação de novos profissionais.

Profissão médico e docente: como conciliar?

Não precisamos falar muito sobre vantagens de ter duas carreiras, como maior empregabilidade, versatilidade na carreira, enfim. Por outro lado, o estresse por conta de sobrecarga pode ser outra consequência dessa vida dupla. E como fazer para conciliar?

Normalmente, os docentes formados em medicina lecionam em universidade e faculdades, portanto já passaram por aquela difícil fase de residência. A partir daí a vida do médico não fica mais fácil, mas pode ser mais maleável para entrar em outra profissão.

Entre toda essa dificuldade, podemos destacar algumas dicas relevantes para vencer esses desafios:

• Evite tratar de outros assuntos quando estiver no trabalho, não pensando em sua sala de aula quando clinicar, por exemplo;

• Na hora de realizar cursos, opte por formações mais rápidas, ocorridas em poucos dias ou fins de semana;

• Descubra qual área tem maior identificação e invista mais tempo nela;

• Saiba quando pedir ajuda, tente delegar tarefas do seu dia a dia, pessoais ou profissionais;

• Cuide muito bem da saúde, a fim de dar conta de uma rotina mais atarefada.

É muito comum as pessoas conciliarem duas ou mais carreiras e acabarem optando por aquela que tenham maior identificação. Para saber disso é preciso entender qual delas você se sente mais recompensado, em todos os âmbitos.

Ainda que uma das carreiras seja maravilhosa, a outra pode lhe trazer maior satisfação pessoal. Nesse meio tempo, é importante usara essas dicas que demos para viver nas duas profissões.

Agora você entende como pode conciliar a profissão médico e docente, sem perder o que cada uma pode lhe trazer. Procure dedicar-se as duas e tenha isso como base para pensar no seu futuro.


Obras relacionadas

Pesquisadores de diferentes áreas de formação e linhas de atuação apresentam suas experiências docentes em espaços e campos de ensino diversos. Este livro se destina a professores de diferentes áreas, níveis e modalidades de ensino, assim como aos estudantes de cursos de licenciatura. Os autores são professores do ensino superior que se propuseram a pensar sobre sua prática em diferentes cursos de graduação. Os textos apresentados tratam de paradigmas de ensino, ferramentas, instrumentos e estratégias de docência, além de questões contemporâneas com as quais os professores se deparam em sala de aula.


A Pedagogia Hospitalar é algo pouco falado e conhecido no Brasil, infelizmente muitas pessoas não têm acesso a essa informação e, por conta disso, quando crianças e jovens precisam se afastar da escola para ter um tratamento de saúde, acabam perdendo o seu rendimento escolar. Maria do Carmo da Silva Mutti traz, em sua obra Pedagogia Hospitalar e formação docente: a arte de ensinar, amar e se encantar, reflexões sobre políticas públicas que sustentam o atendimento ao aluno em tratamento de saúde e nos pressupostos formativos de professores pela vertente crítica-reflexiva do conhecimento.

Fundada em 2009, é uma editora voltada para a publicação de conteúdos científicos de pesquisadores; conteúdos acadêmicos, como teses, dissertações, grupos de estudo e coletâneas organizadas, além de publicar também conteúdo técnico para dar suporte à atuação de profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *