Marxismo e Religião: Revolução e Religião na América Central

Tempo de leitura: 1 minuto


RESENHA: Marxismo e Religião: revolução e religião na América Central BENTO, Fábio Régio. Marxismo e Religião: revolução e religião na América Central. Jundiaí: Paco, 2016. 100 p.

Fábio Régio Bento fez pós-doutorado em Antropologia Social, é doutor em Ciências Sociais e mestre em Teologia Moral Social. Com esta obra traz uma colaboração evidente para as discussões marxistas brasileiras e latino-americanas.

Michel Löwy identifica a Religião (especificamente a católica, tendo em vista as especificidades deste trabalho), retratada nesta obra, como um elemento muito mais complexo do que aquele relacionado ao ópio do povo. Nesse sentido, trata-se de um trabalho que objetiva reinterpretar a lógica da Religião como ópio à luz da história, a fim de responder à questão:

“[…] a religião e os agentes religiosos estariam associados mais à conservação política do status quo do que à sua ruptura [?]” (p. 11).

Para responder à questão norteadora de sua pesquisa o autor recorreu a fontes bibliográficas e entrevistas semiestruturadas realizadas com sujeitos (religiosos) que participaram das insurreições populares em El Salvador e na Nicarágua.

Trata-se de um livro curto, o que não significa pouco trabalho, nem simplifica as questões heurísticas desta obra. O texto é dividido em três capítulos:

  • Concepções norteadoras da pesquisa;
  • Religião e revolução na Nicarágua e El Salvador;
  • Revisão de um equívoco.

Resenha feita por:
Vinicius Pinheiro de Magalhães viniciuspmaga@gmail.com
Bacharelado em Serviço Social pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Leia a resenha completa no arquivo em PDF abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *