fbpx
Educação EaD nos dias de hoje.
Artigos

Educação EaD nos dias de hoje

Ao longo dos anos, a educação passou por mudanças significativas. Muitas dessas foram ocasionadas por movimentos e revoluções que alteraram a forma de se propagar o ensino e democratizar o acesso à educação.

Módulos de Educação à Distância (EAD) tornaram-se mais comuns a partir da década de 2010, quando novas tecnologias adentraram os mais diferentes espaços e esse modelo de ensino se tornou uma necessidade dos dias atuais. Veja obras em nossa Loja sobre EAD.

Criticado por muitos e estimado por outros, esse modelo de educação apresenta-se como uma alternativa para as pessoas que não têm condições financeiras ou sociais para cursar uma graduação presencial.

Levando em conta fatores como deslocamento, alimentação, custos de materiais, congressos e toda a carga horária exigida pelas universidades tradicionais, se torna uma realidade impossível para muitas pessoas.

Antes de discorrer sobre os prós e contras do Ensino à Distância, é essencial destacar o panorama dessa realidade no Brasil.

A Educação a Distância na atual realidade brasileira

Para falar dessa realidade, é necessário pensar em todos os fatores que proporcionaram o surgimento e crescimento desse modelo de ensino. Principais deles foram o crescimento da tecnologia digital na última década e a necessidade de projetos educacionais voltados para as pessoas que não possuem tempo ou condições financeiras para uma graduação nos moldes tradicionais.

É importante ressaltar que não são apenas os cursos de graduação que se encontram disponíveis nos modelos à distância. Cursos de pós-graduação, profissionalizantes e especializações estão acessíveis apenas um clique para toda a população.

Também é possível encontrar conteúdos gratuitos em plataformas de vídeo, mas são inúmeras as instituições que trabalham com a venda de cursos e workshops online, alternativas muito importantes para quem se interessa por essas oportunidades.

É certo que o modelo tradicional de educação continua crescendo e, no caso de alguns cursos, sobretudo os da área da saúde, é impossível um Ensino à Distância. É também por esse motivo que o modelo EAD encontra dificuldades para se firmar, pois é necessário regular horas, preparar provas e supervisionar estágio, algo que não pode ficar sob a responsabilidade do aluno.

Apesar dessas questões técnicas, são muitas as pessoas que ingressam mensalmente em cursos fornecidos por essas instituições. Seja para conseguir uma oportunidade ou ingressar em uma nova carreira profissional, o curso superior tem um peso considerável no mercado de trabalho.

Atualmente, o Brasil possui muitas instituições de ensino que trabalham exclusivamente com o modelo EAD. São tantas que fica difícil para o aluno escolher uma que realmente seja a melhor.

Por isso, muitas pessoas acabam optando por aquelas que possuem um preço mais barato ou que tenham um cronograma de horários mais flexíveis. Esses já podem ser considerados problemas, pois é importante que a escolha seja baseada na qualidade do ensino e não apenas no seu preço. Porém, é complicado não levar o preço em conta, até porque a realidade brasileira possui sérias desigualdades financeiras.

No atual momento da história, em que toda a população mundial está enfrentando uma pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, a Educação a Distância se tornou uma importante ferramenta para evitar a paralisação das aulas.

Instituições que trabalham com graduações presenciais estão se adaptando a esse formato e realizando as suas aulas em plataformas de reunião online. Não é um formato que agrada a todos, levando em consideração os problemas técnicos ocasionados pela própria tecnologia, mas é uma medida urgente em tempos de pandemia.

Prós e os contras da Educação a Distância

Como todos os modelos educacionais de ensino, o formato à distância também apresenta seus prós e contras. Seja pela ótica dos alunos ou do mercado de trabalho, os pontos negativos e positivos precisam ser avaliados e considerados na hora de investir nesse tipo de formação.

Prós:

– Democratização do ensino superior;

– Possibilidade de estudo para pessoas que não possuem condições financeiras de cursar uma graduação presencial;

– Inserção de profissionais no mercado de trabalho;

– Modelo home office, que é importante para quem não pode se deslocar de casa;

– Flexibilidade de horários;

– Mensalidades mais acessíveis.

Contras:

– Ausência da vivência universitária;

– Problemas técnicos, como por exemplo, internet ruim ou problemas no computador;

– Dificuldades em organizar o tempo e entregar as atividades dentro do prazo estabelecido;

– Ausência de equipamentos adequados para assistir às aulas;

– Problemas com a supervisão de estágio;

– Dificuldades no mercado de trabalho em razão da baixa confiança na instituição de ensino.

Avaliando essas questões, é difícil obter um veredito final sobre a Educação à Distância, afinal, as dinâmicas de ensino variam muito de acordo com cada instituição. O que deve ser considerado, no entanto, é o programa de estudos da instituição e a nota fornecida a esse curso pelos órgãos responsáveis.

Para quem deseja ingressar nessa modalidade de ensino, deve considerar muito bem os pontos positivos e negativos e pesquisar bastante sobre a instituição, afinal, o mercado de trabalho também realiza essa pesquisa.

Futuro da Educação a Distância no Brasil

Quanto ao futuro da EAD no Brasil, é possível traçar um panorama, levando em consideração a atual situação. São muitas as pessoas que ingressam nesses cursos e a tendência aponta para o crescimento dessa modalidade, afinal, o mercado de trabalho está cada dia mais competitivo e um diploma ou certificado representa um diferencial que chama a atenção no currículo.

O atual momento de pandemia mostrou a importância de ferramentas online para que a paralisação não seja uma alternativa.

Apesar de as tendências apontarem um crescimento da EAD no Brasil, é importante considerar as questões de desigualdade social e ressaltar que grande parte da população não tem acesso a computadores ou internet, e esse é um problema, se levarmos em consideração a democratização do ensino.

É importante pensar que esse é um modelo de ensino pensado para quem tem acesso à tecnologia e conhece todas as suas implicações. As mensalidades da EAD são mais acessíveis, mas o acesso à internet não é uma realidade nacional e esse é um ponto que precisa ser discutido com mais frequência.

Quem deseja ingressar na graduação a distância deve considerar todos os pontos e também fortalecer o currículo com capacitações, sempre buscando aproveitar ao máximo todos os benefícios desse ensino.

Acesse a loja virtual e conheça as nossas obras: www.pacolivros.com.br

Fundada em 2009, é uma editora voltada para a publicação de conteúdos científicos de pesquisadores; conteúdos acadêmicos, como teses, dissertações, grupos de estudo e coletâneas organizadas, além de publicar também conteúdo técnico para dar suporte à atuação de profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *