SINGLE BLOG ARTICLE

Pensada como forma de trazer o legado do cineasta às novas gerações, obra será lançada em junho pela Paco Editorial

“Uma ideia na cabeça e uma câmera na mão”. A célebre frase atribuída a Glauber Rocha muita gente conhece. Mas, o que de fato se passava em sua cabeça? Como funcionava o processo criativo do cineasta brasileiro mais conhecido internacionalmente? É com o propósito de trazer à luz essa trajetória, em especial para as novas gerações, que chega ao mercado em junho Glauber Rocha: Cinema, Estética e Revolução, de Humberto Pereira da Silva, editado pela Paco Editorial.

“Não é uma biografia. É um livro introdutório, com linguagem direta, sobre a trajetória artística e de ativista cultural de Glauber Rocha (falecido há 35 anos), dando elementos para que se conheça seu processo criativo em conjunto com suas posições políticas. É tratada também a recepção de seus filmes, desde a época do Cinema Novo até o derradeiro, ‘A Idade da Terra’, que gerou enorme polêmica no Festival de Veneza”, explica Pereira da Silva, que aposta nesse conjunto como o diferencial de seu título em relação a vários outros já lançados sobre Glauber.

Crítico há quase 20 anos, o autor pesquisa o cinema nacional e suas relações com a produção artística brasileira. Para escrever o livro, foram sete meses de dedicação à memoria e legado de Glauber, perpetuados por sua mãe Dona Lucia – falecida há 2 anos aos 94 anos – e filha, Paloma Rocha – fontes diretas na produção. “Por elas, pude colher informações importantes sobre pontos obscuros da vida de Glauber, principalmente do período em que ele esteve no exílio, durante a Ditadura Militar”, relata.

Orelha ilustre: Cacá Diegues. Ninguém menos que um dos diretores de cinema mais expressivos do país ainda ativo assina a orelha do livro. Também criador do Cinema Novo, Diegues foi um dos amigos mais presentes de Glauber Rocha. “Cacá entende que as novas gerações não podem perder de vista uma obra tão importante como a de Glauber”, diz o autor Humberto sobre o convite para recomendação, prontamente aceito por Diegues.

Sobre o autor: Humberto Pereira da Silva é professor universitário há 19 anos, atualmente lecionando Ética e Filosofia (graduação) e Estética na pós de Fotografia da FAAP. É formado em Matemática e Física (PUC-SP) e Filosofia (USP).

RELATED POSTS

Feitiço Caboclo: a trajetória de um indígena, no Brasil setecentista, para encontrar seu lugar na hierarquia social

Postado em 3 de dezembro de 2018

O cavalo na equoterapia: um livro marco, na história da equoterapia do Brasil

Postado em 3 de dezembro de 2018

Práticas para Aulas de Língua Portuguesa e Literatura: ensino fundamental

Postado em 19 de novembro de 2018

Memória e materialidade

Postado em 6 de novembro de 2018

Impacto das imagens digitais é tema de livro

Postado em 25 de outubro de 2018

Um Maravilhoso Imaginário

Postado em 23 de outubro de 2018

Livro da Paco Editorial é um dos premiados no 59º Prêmio Jabuti!

Postado em 12 de outubro de 2018

O itinerário pioneiro do urbanista Attílio Corrêa Lima, de Anamaria Diniz

Postado em 25 de setembro de 2018

Manual Jurídico da Escravidão: Império do Brasil.

Postado em 10 de setembro de 2018

Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo

Postado em 25 de junho de 2018

História de Salvador Allende no Cinema de Patricio Guzmán

Postado em 9 de outubro de 2016

Amizade em Tempos de Tecnologia e o impacto das redes sociais

Postado em 16 de outubro de 2015

“Todos na Produção”

Postado em 12 de outubro de 2015

Introdução à Sociologia da Juventude

Postado em 4 de outubro de 2015

Modernidade em Desalinho

Postado em 18 de outubro de 2014

Livro sobre gestão da comunicação será lançado na Aberje

Postado em 15 de outubro de 2014

Mercado Central

Postado em 21 de outubro de 2013

Comércio Exterior

Postado em 20 de outubro de 2013

Os Carnavais Cariocas

Postado em 7 de outubro de 2013

O Perfil do Gestor de Comunicação

Postado em 5 de outubro de 2013

As Relações Diplomáticas entre Brasil e Uruguai (1931-1938)

Postado em 12 de outubro de 2011

Comentários

Tem 0 Comentar post

ADD YOUR COMMENT