SINGLE BLOG ARTICLE

Transitando por historicidades distintas e valendo-se tanto da sociologia clássica como da sociologia moderna ou, como muitos intelectuais chamam, contemporânea, para se referir aos pensadores desta época, Luiz Antônio Groppo deixa o seu legado intelectual e anos de estudos firmados em sua recente obra publicada, Introdução à sociologia da juventude, pela Paco Editorial.

Luiz Groppo, que pesquisa a temática por décadas, desde a graduação, precisamente, dividiu sua obra em três capítulos perfeitamente articulados e que revelam o domínio do autor em relação à temática, tanto que Groppo segue um percurso histórico-cronológico, investigando a sociologia da juventude desde a época em que ela se firmou, passando pelos momentos em que foi reinventada, até chegar nos tempos em que ela entrou em crise.

A verdade é que o autor não centra, necessariamente, o seu discurso na epistemologia da sociologia da juventude, mas sim nos fenômenos que são intrínsecos a ela, de tal modo que fica nítido, ao longo da obra, que são tais fenômenos que moldam a sociologia da juventude, fornecendo a ela novos parâmetros e perspectivas de pesquisas e novas abordagens metodológicas.

Tal como em todas as obras, seja das ciências humanas ou não, a Introdução à sociologia da juventude possui uma genealogia calcada em pensamentos de autores de diversas correntes do pensamento, as quais, quando juntas, são capazes de conceber um conhecimento sólido e inovador no âmbito das ciências, principalmente das ciências humanas.

E é exatamente isso que Groppo faz em sua obra. Como um médico que utiliza um bisturi para fazer o corte perfeito em seu paciente, ele utiliza o pensamento de autores consagrados da sociologia para desenhar com maestria o seu próprio pensamento.

Especificamente, o autor faz um percurso histórico, sustentando a sua obra em pequenos grupos de pensamentos que formam um todo. Primeiro investiga a sociologia da juventude antes mesmo de ela ser reconhecida como tal e trabalha o conceito de adolescência.

Depois, aciona o pensamento pragmatista e o interacionismo simbólico, que tem Herbert Blumer como principal expoente, e investiga as contribuições destas correntes filosóficas para o pensamento da sociologia da juventude.

Além destas correntes de pensamento, o autor vale-se da filosofia estrutural-funcionalista e da concepção dialética da condição juvenil, até chegar, por fim, ao colapso da condição juvenil, quando ocorre a implosão dos paradigmas sociológicos sobre a juventude em face de uma realidade na qual a sociologia da juventude não consegue mais se sustentar. Isso ocorre por insuficiência de uma base teórica condizente com a realidade de uma juventude que, paradoxalmente, luta para sair dessa condição, erguendo bandeiras e empreendendo lutas civis que visam a esse fim, em pleno século XXI.

O que faz da obra Introdução à sociologia da juventude inovadora é exatamente esse olhar crítico de Groppo, capaz de fazer os pensadores modernos repensarem os seus esquemas mentais, teóricos e metodológicos sobre a sociologia da juventude. É uma excelente fonte de conhecimento para estudantes, professores e pesquisadores das ciências humanas em geral.

Compre agora em nossa loja virtual: https://www.pacolivros.com.br/Introducao_a_Sociologia_da_Juventude/prod-5093454/

RELATED POSTS

Feitiço Caboclo: a trajetória de um indígena, no Brasil setecentista, para encontrar seu lugar na hierarquia social

Postado em 3 de dezembro de 2018

O cavalo na equoterapia: um livro marco, na história da equoterapia do Brasil

Postado em 3 de dezembro de 2018

Práticas para Aulas de Língua Portuguesa e Literatura: ensino fundamental

Postado em 19 de novembro de 2018

Memória e materialidade

Postado em 6 de novembro de 2018

Impacto das imagens digitais é tema de livro

Postado em 25 de outubro de 2018

Um Maravilhoso Imaginário

Postado em 23 de outubro de 2018

Livro da Paco Editorial é um dos premiados no 59º Prêmio Jabuti!

Postado em 12 de outubro de 2018

O itinerário pioneiro do urbanista Attílio Corrêa Lima, de Anamaria Diniz

Postado em 25 de setembro de 2018

Manual Jurídico da Escravidão: Império do Brasil.

Postado em 10 de setembro de 2018

Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo

Postado em 25 de junho de 2018

História de Salvador Allende no Cinema de Patricio Guzmán

Postado em 9 de outubro de 2016

Glauber Rocha para todos: livro resgata processo criativo do mais famoso cineasta brasileiro.

Postado em 5 de setembro de 2016

Amizade em Tempos de Tecnologia e o impacto das redes sociais

Postado em 16 de outubro de 2015

“Todos na Produção”

Postado em 12 de outubro de 2015

Modernidade em Desalinho

Postado em 18 de outubro de 2014

Livro sobre gestão da comunicação será lançado na Aberje

Postado em 15 de outubro de 2014

Mercado Central

Postado em 21 de outubro de 2013

Comércio Exterior

Postado em 20 de outubro de 2013

Os Carnavais Cariocas

Postado em 7 de outubro de 2013

O Perfil do Gestor de Comunicação

Postado em 5 de outubro de 2013

As Relações Diplomáticas entre Brasil e Uruguai (1931-1938)

Postado em 12 de outubro de 2011

Comentários

Tem 0 Comentar post

ADD YOUR COMMENT